(241)
Entidade
Apresentação
Diretoria Executiva
Conselho Consultivo
Conselho Fiscal
» Palavra do Presidente
Agenda Abras
 
Você está em:

Abras

Momento de reestruturação

   


O setor supermercadista acumula crescimento real de 2,39% até maio, de acordo com o Índice Nacional de Vendas ABRAS divulgado no começo deste mês. Pode não ser o ideal para muitos empresários, mas é o melhor resultado acumulado (até o mês de maio) dos últimos sete anos.

 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no trimestre encerrado em maio, a taxa de desemprego ficou em 12,3%, uma queda de 0,4 ponto percentual na comparação com o mesmo período de 2018, que registrou 12,7%.O resultado está longe de ser o melhor, mas qualquer queda no número de desempregados, um dos nossos maiores desafios atuais, é significativo.

 

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 1,8 ponto de maio para junho e chegou a 93,2 pontos (em uma escala de zero a 200), a primeira alta do indicador em 2019. Já o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), também apurado pela FGV, avançou 1,9 ponto em junho, para 88,5 pontos, interrompendo uma sequência de quatro quedas consecutivas.

 

Colocar a casa em ordem após a “bagunça econômica e política” pela qual passamos nos ultimos anos não é fácil, e requer muito planejamento e, algumas vezes, a austeridade é inevitável. Por muito tempo o Brasil teve um crescimento econômico focado no imediatismo, com medidas paliativas, incluindo isenções temporárias de impostos para movimentar o mercado interno, e depois voltávamos à estaca a zero.

 

Para nós, empresários, que precisamos travar lutas diárias para empreender, que sempre vemos nossas expectativas de desenvolvimento barradas na burocracia, nas altas tributações, passou da hora de termos um ambiente empresarial sustentável, focado também no futuro dos nossos negócios, e não apenas nos quatro anos de cada mandato político.

 

O governo federal está mexendo nas estruturas até então intocáveis do ambiente de negócio. A recente MP 881/2019 é um avanço, porque estabelece normas de proteção ao livre exercício da atividade econômica e a remoção de obstáculos burocráticos à iniciativa empresarial, simplifica procedimentos para captação de recursos no mercado, nos dá mais liberdade para nos desenvolvermos.

 

Além disso, com a aprovação da reforma da Previdência, que irá melhorar a situação fiscal do Brasil, iremos destravar a economia e evoluir na construção de um país mais competitivo e empreendedor, e abriremos caminhos para mais reformas, como a Tributária, já em discussão no Congresso, entre outras.

 

Ainda estamos a passos bem lentos no processo de retomada do crescimento econômico, afinal, passamos por uma das maiores recessões da nossa história, e essa recuperação leva tempo. Mas o momento é de reestruturação, 2019 tem tudo para ser o início de uma nova Era com mais possibilidades e oportunidades para o Brasil.

 

Atualizado em Julho de 2019