Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

17/07/2017 10:46 - Dia do Comerciante acontece em meio a incertezas

O Dia do Comerciante, comemorado ontem (16) foi marcado por um momento de cautela e apreensão com o futuro. De acordo com entidades setorais, a instabilidade política ainda é o principal motivo para tirar o sono dos empresários do ramo.

 

"Sabemos que enquanto o consumidor não tiver confiança estabilidade política ele não vai se comprometer com compras de longo prazo e isso torna a situação do varejo ainda mais complicada", disse ao DCI o conselheiro da Associação Comercial de Belo Horizonte e Região, Francisco Petri Moraes. Para ele, a melhora do ambiente econômico - confirmada pela redução da Selic, diminuição do desemprego e menor inflação - foram anuladas em função da esfera política e a dificuldade de prever um futuro mesmo no pós eleições de 2018.

 

"O varejo é muito sensível a percepção da economia do dia a dia, aquela que pesa no bolso do brasileiro. Estamos administrando um cenário de desafios há mais de dois anos, e tem ficado cada vez mais dificil manter operações com margens tão comprometidas", diz.


Confiança 

Se mostrando um pouco mais otimista com o futuro, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) aponta que o pior da crise econômica já passou, e já arrisca prever um crescimento alto no faturamento do setor. "Para 2017, a Federação projeta uma alta real de 5% no faturamento do varejo paulista. "A Entidade ressalta, porém, que os desdobramentos da crise política ao longo dos próximos meses serão decisivos para a consolidação dessa estimativa", informou a entidade, em nota.

 

Ainda assim, a Fecomércioressalta que a expectativa é mais positiva do que no mesmo período do ano passado. "Diante da queda nas vendas, o ajuste no quadro de funcionários foi inevitável, e o comércio varejista eliminou pouco mais de 107 mil empregos com carteira assinada em 2015 e 2016", dizia a nota.

 

No entanto, com a leve recuperação das vendas neste começo de ano, o mercado de trabalho também tende reagir. Em abril, o setor abriu 1.570 vagas no Estado e encerrou o mês com 2.054.084 trabalhadores formais, sendo a maioria deles alocada nos setores de supermercados (31,4%); outras atividades (16,2%); e lojas de vestuário e calçados (12,5%).

 

A entidade reforça que o varejo de São Paulo deve dar um impulso para a economia nacional e, "somado à retomada do setor atacadista paulista, pode ser decisivos para decretar o fim do pior período de recessão da história brasileira", completava a nota. Os dois setores empregam, juntos, mais de 2,5 milhões de pessoas com carteira assinada no Estado de São Paulo.

 

 

 

Fonte: DCI São Paulo

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

22/06/2018 12:41 - Cesta básica tem alta de 0,10%, revela Procon-SP
22/06/2018 12:37 - Ovos: Menor demanda e estabilização da produtividade pressionam valores
22/06/2018 12:36 - Citros: Oferta reduzida sustenta preços da laranja; tahiti se desvaloriza
22/06/2018 12:34 - Crise muda hábito de consumo de suplementos
22/06/2018 12:33 - Movimento do comércio encolhe 0,8% em maio
22/06/2018 12:31 - Após meses em queda, emprego no varejo em SP volta a crescer
22/06/2018 12:10 - Minas apura alta de 1,4% no primeiro trimestre
22/06/2018 11:57 - Indústria tem o pior desempenho
21/06/2018 10:31 - Confiança do empresariado cai após greve
20/06/2018 10:49 - Varejo perdeu mais de 2 p.p. em vendas na greve de maio

Veja mais >>>