Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

11/10/2018 12:12 - Inflação acelera em todas as faixas de renda

A inflação acelerou para os brasileiros de todas as faixas de renda em setembro. Contudo, a alta dos preços dos combustíveis foi mais intensa para as famílias mais ricas, mostrou o indicador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

 

Calculado com base nas variações de preços de bens e serviços pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o indicador mostra que na renda muito baixa, a inflação apresentou variação de 0,34% em setembro, enquanto que para os mais ricos subiu 0,53%. No geral, isto é, o IPCA teve aumento de 0,48% no mês passado.

 

Segundo o Ipea, embora a forte alta do grupo transportes – em especial, combustíveis (4,2%) e passagens aéreas (16,8%) – tenha pressionado a inflação de todas as faixas, este impacto foi bem mais intenso no segmento composto pelas famílias de maior poder aquisitivo, dado o peso destes itens na cesta de consumo desta classe (0,39 ponto percentual de contribuição para a variação do custo aos ricos).

 

Ainda em termos relativos, observa-se que o grupo despesas pessoais, influenciado pelas altas dos serviços pessoais (0,42%) e de recreação (0,30%), gerou maior contribuição para a inflação das classes mais ricas em setembro.

 

No entanto, a alta dos grupos alimentos e bebidas e habitação gerou incrementos maiores para a inflação das famílias mais pobres em comparação com as mais abastadas.

 

O Ipea explica que por serem itens de maior peso no dispêndio das classes mais baixas, os reajustes do aluguel (0,24%), da energia elétrica (0,46%), dos cereais (1,7%) e dos panificados (0,9%) influenciaram mais fortemente a inflação dos segmentos de menor renda.

 

Trajetória

 

Com a incorporação do resultado de setembro, no acumulado do ano até setembro, mantém-se a trajetória de uma inflação mais amena para as famílias mais pobres (3,0%) em comparação aos segmentos de renda mais alta (3,6%).

 

Em 12 meses, este diferencial de inflação entre as faixas é ainda maior: enquanto os preços dos bens e serviços consumidos pela população de maior renda apresentam taxa de crescimento de 4,9%, a variação observada nas classes mais baixas é de 3,9%.

 

No entanto, o Ipea observou que todas as faixas apresentaram aceleração nas suas taxas de inflação em 12 meses – com destaque, novamente, para a renda mais rica com acréscimo de 4,85% nos preços no período –, tendo em vista que os índices observados em setembro deste ano situaram-se bem acima dos registrados no mesmo mês do ano anterior.

 

Fonte: DCI

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

11/10/2018 12:14 - Vendas no Dia da Criança crescerão 3%
11/10/2018 12:08 - Varejo do Brasil tem melhor agosto em 4 anos mas resultado não indica aceleração
10/10/2018 11:16 - Custo da Cesta Básica apresentou queda de 0,54% no mês de setembro em Petrolina
10/10/2018 11:12 - Inadimplência de famílias paulistanas tem 3ª alta e atinge maior nível desde 2012
10/10/2018 11:11 - Fipe eleva projeção para IPC do mês de 0,35% para 0,40%
10/10/2018 11:10 - IGP-M acelera alta a 1,06% na 1ª prévia de outubro, diz FGV
10/10/2018 11:09 - Indicador de Emprego cai 3,3 pontos
09/10/2018 11:30 - Consumidor mostra cautela, mas deve antecipar compras de Natal na Black Friday
09/10/2018 11:29 - Faturamento no Dia das Crianças deve crescer
09/10/2018 11:23 - Indicador Antecedente de Emprego no Brasil vai em setembro menor nível em quase 2 anos

Veja mais >>>