Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

12/07/2019 14:27 - Inflação no 1º semestre foi mais alta para pessoas com renda muito baixa, diz Ipea

A faixa da população que tem renda muito baixa sentiu mais a inflação no primeiro semestre do ano. É o que aponta pesquisa divulgada nesta sexta-feira (12) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). De acordo com o levantamento, de janeiro a junho, a alta de preços dos produtos mais consumidos pelas pessoas dessa faixa de renda foi de 2,38% - acima dos 2,23% da inflação oficial do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

 

A pesquisa considera faixa de renda muito baixa pessoas com renda domiciliar menor que R$ 1.615,64 por mês.

Considerando apenas o resultado do mês de junho e sua variação mensal, as pessoas com renda muito baixa tiveram variação de preços negativa, com deflação de 0,03%. Isso é resultado da queda do preço de alimentos, que pesam mais no orçamento de famílias com ganhos menores.

 

Na outra ponta, pessoas com renda alta (ganho domiciliar mensal maior que R$ 16.156,35) sentiram aumento de preços de 0,03%. O leve avanço foi puxado por preços como itens de higiene pessoal e planos de saúde.

Queda no preço dos alimentos ajudou a aliviar o orçamento de famílias mais pobres em junho, diz Ipea — Foto: Celso Tavares/G1

 

"Embora a diferença entre as classes esteja reduzindo ao longo dos últimos meses, no acumulado do ano, a inflação da faixa de menor poder aquisitivo ainda se mantém acima da registrada no segmento de renda mais elevada", destaca o Ipea em relatório.

 

No resultado acumulado em 12 meses, a pesquisa aponta que a inflação também foi mais alta para pessoas com renda muito baixa, de 3,42% - acima do IPCA de 3,37%.

Já se for retirada da comparação a inflação de junho de 2018, que foi marcada pela greve dos caminhoneiros e afetou principalmente os mais pobres, nota-se que tanto a faixa de renda mais baixa quanto a mais alta registram variações similares, próximas a 3,4%.

 

Fonte: G1 - Economia

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

19/07/2019 11:52 - Vendas a prazo crescem 2,15% em um ano
19/07/2019 11:49 - Confiança da indústria sobe em julho com otimismo por Previdência, diz CNI
19/07/2019 11:49 - Liberação do FGTS e queda da Selic darão um pouco de ânimo à economia
19/07/2019 11:48 - Taxa de investimentos é a menor em mais de 50 anos e fica mais dependente do setor privado
19/07/2019 11:46 - Índice de confiança do empresário cresce pelo segundo mês consecutivo
19/07/2019 11:45 - Previdência: concessões reduzem economia da reforma para R$ 933,5 bi
19/07/2019 11:44 - Onyx diz que detalhes sobre FGTS serão anunciados semana que vem
19/07/2019 11:43 - Câmara desidrata reforma da Previdência em 24,5% e economia fica em R$933,5 bi
18/07/2019 19:24 - Governo adia anúncio do saque do FGTS para próxima semana
18/07/2019 16:05 - Liberação do FGTS pode fazer PIB crescer acima de 1% em 2019

Veja mais >>>