(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Relator conclui leitura de parecer da reforma da Previdência, e deputados pedem vistas 20/04/2017 11:20:15

Discussão será retomada na próxima terça, 25. Maia propõe idade mínima progressiva para aposentadoria de mulheres até 2036

 

O relator da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), encerrou na noite desta quarta-feira (19) a leitura do parecer. Ela tinha sido interrompida para a sessão no plenário, onde os deputados aprovaram acelerar a tramitação da reforma.

 

Integrantes da comissão pediram vistas coletivas e a discussão do relatório será iniciada na próxima terça (25). A votação na comissão ficará para a semana seguinte, a partir do próximo dia 2.

 

A previsão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é que a reforma seja votada no plenário a partir de 8 de maio.

 

Idade mínima

 

Mais cedo, Maia anunciou que iria propor uma idade mínima progressiva para a aposentadoria de homens e mulheres. A idade mínima começará em 53 anos para mulheres e 55 anos para os homens e será elevada gradativamente para 62 anos, no caso das mulheres, e 65 anos, no caso dos homens.

 

A proposta original do governo previa uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e mulheres. Essa regra seria aplicada para todos os homens com menos de 50 anos e para todas as mulheres com até 45 anos.

 

Os demais entrariam em uma chamada regra de transição, que cobraria um pedágio em tempo de contribuição, para que as pessoas se aposentassem em uma idade intermediária entre a proposta do governo e a regra atual.

 

Regra de transição

 

Além de reduzir a idade mínima da aposentadoria para as mulheres, Maia criou uma nova regra de transição. Essa regra vale para todas as pessoas e será aplicada até 2036, para as mulheres, e até 2038, para os homens.

 

A idade mínima de aposentadoria, dentro da regra de transição, é de 53 anos para mulheres e de 55 anos para homens. Antes disso, ninguém pode se aposentar.

 

A proposta da reforma da Previdência prevê que, com o passar do tempo, ambas as idades mínimas da regra de transição migrem em direção à idade mínima de aposentadoria da regra geral (62 anos para mulheres e 65 para homens). Quando isso acontecer, em algumas décadas, ninguém poderá se aposentar antes dessas idades.

 

Com a mudança anunciada pelo relator em sua proposta, a regra de transição para as mulheres acaba em 2036, um prazo menor do que o estabelecido para os homens, em 2038. A proposta inicial do relator para a transição das mulheres – já abandonada – contemplava uma transição mais lenta, que iria até 2038.

 

Isso foi possível porque o relator acelerou o crescimento da idade mínima progressiva para a aposentadoria das mulheres. Antes, ela adicionava 11 meses a cada dois anos. Agora, são 12 meses a cada dois anos. Ou seja, em 2020 a idade mínima passa a ser 54 anos para mulheres e 56 para os homens. "Passamos [a progressão] para um ano para ficar uma conta redonda", disse Arthur Maia a jornalistas.

 

 

Fonte: G1 (19.04.2017)




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Juízes sinalizam em despachos aplicação da lei 19 de Outubro 2017, 12h16
» Confederação questiona fim da obrigatoriedade da contribuição sindical 19 de Outubro 2017, 12h15
» Parte vencida fica livre de honorários 19 de Outubro 2017, 12h15
» Parlamentares querem derrubar portaria que altera combate ao trabalho escravo 19 de Outubro 2017, 12h13
» Câmara aprova projeto que cria regras sobre acordos de leniência 19 de Outubro 2017, 12h13
» Advogados devem ficar atentos ao horário de verão 19 de Outubro 2017, 12h12
» Tribunais se mobilizam para Semana da Conciliação 19 de Outubro 2017, 12h11
» TRF3 instala novas turmas recursais em São Paulo 19 de Outubro 2017, 12h11
» Multas de trânsito poderão ser pagas em parcelas e com cartão de crédito 19 de Outubro 2017, 12h10
» Projeto que regulamenta Uber poderá ter urgência votada na próxima terça-feira 19 de Outubro 2017, 12h09

Ver mais »