(299)
Jurídico
Apresentação
Membros do Comitê
Notícias Jurídicas
 
Você está em:

Comitês

Defesa do Consumidor aprova novas regras para publicidade 13/09/2017 17:35:50

Entre outras medidas, proposta proíbe letras pequenas em propaganda

 

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou proposta que modifica as regras para publicidade em televisão, jornais, revistas e na internet. Entre outros pontos, o texto proíbe a exibição de informações em letras pequenas, inferior ao tamanho 11 da fonte “Times New Roman”, e em ritmo que impossibilite a leitura.

 

Ainda segundo a proposta, alternativamente a mensagem publicitária poderá divulgar um número de telefone que receba ligações gratuitas ou um endereço na internet por meio dos quais o interessado poderá obter informações complementares sobre o produto anunciado.

 

Também os anúncios em jornais e revistas, inclusive em suas versões eletrônicas, deverão divulgar um número de telefone ou site na internet para informações complementares. Ou então poderão divulgar as informações no próprio corpo do anúncio, desde que as letras não sejam pequenas.

 

As informações constantes nos anúncios veiculados e nas formas complementares de divulgação disciplinadas deverão ainda, obrigatoriamente, estar disponíveis nos pontos de venda.

 

O texto aprovado é um substitutivo do deputado César Halum (PRB-TO) ao Projeto de Lei 3646/08, do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP). O projeto original prevê apenas a proibição do uso de "letras de tamanho reduzido" em comerciais de televisão.

 

Halum, no entanto, entendeu que a simples proibição não alcançaria o objetivo de prestar informação adequada e clara ao consumidor, como determina o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90).

 

Precisão
O relator também lembrou que o mesmo código determina que toda publicidade seja precisa em qualquer meio de comunicação. “Entretanto, ainda persiste como prática de nosso mercado publicitário explicitar com ênfase e alarde as condições especiais da oferta e, com letras menores e ritmo acelerado, apresentar exceções e condições especiais que limitam ou invalidam a vantagem ofertada. Nos jornais e revistas, a prática consiste em informar as exceções em letras de tamanho reduzido”, observou.

 

O substitutivo acrescenta um novo artigo ao Código Brasileiro de Telecomunicações (Lei 4.117/62).

 

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Íntegra da proposta:

 

 

Reportagem – Noéli Nobre

 

Edição - Sandra Crespo

 

Fonte: Agência Câmara Notícias (12.09.2017)




Clipping Portal ABRAS


 

Últimas

» Justiça diz que IR não incide sobre rescisões 22 de Setembro 2017, 11h42
» Reforma da Previdência: texto aprovado em comissão é satisfatório, diz ministro 22 de Setembro 2017, 11h41
» Desconsideração da personalidade jurídica não pode ser aplicada contra coisa julgada 22 de Setembro 2017, 11h40
» Ministro Raul Araújo é o novo corregedor-geral da Justiça Federal 22 de Setembro 2017, 11h40
» Plano de saúde não terá de ressarcir cliente por gastos com medicamento importado sem registro na Anvisa 22 de Setembro 2017, 11h39
» Turmas do TST começam a utilizar o PJe em outubro de 2017 22 de Setembro 2017, 11h38
» Acessos pelo site limitados neste sábado (23) 22 de Setembro 2017, 11h36
» TRT-2 afasta responsabilidade de ex-sócio por dívida com trabalhador 21 de Setembro 2017, 12h22
» Votação da MP do Refis deve ocorrer apenas na próxima terça-feira, afirma relator 21 de Setembro 2017, 12h21
» Mudanças no atendimento do SAC vão priorizar solução ao consumidor na primeira ligação 21 de Setembro 2017, 12h20

Ver mais »