(457)
Economia e Pesquisa
Apresentação
Índice de vendas
Ranking Abras
Abrasmercado
Índice de Tíquete Médio
Perdas
Líderes de venda
Pesquisas Sazonais
Boletim de Economia
» Artigo Economia
 
Você está em:

Economia e Pesquisa

Cautela volta à pauta das famílias e dos empresários 08/05/2019 às 18h

Por Clarice Dias

 

 

Em abril, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM), medido mensalmente pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou estabilidade de 96,8 pontos, mesmo número de março. Por isso, os empresários do comércio estão revendo suas expectativas para o ano.


A queda de outro indicador, o Índice de Expectativas (IECOM), para um nível próximo aos 100 pontos, demonstra que os empresários estão trocando a postura otimista do início do ano, para uma mais cautelosa.


Em abril, este índice ficou em 101,4 pontos. Para efeito comparativo, em março de 2019 o IE-COM havia registrado 104,6 pontos, 3,2 pontos a mais que em abril. Quanto ao consumo das famílias, a intenção caiu pelo segundo mês consecutivo, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). 


A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) registrou queda de 1,9% no mês de abril, em virtude da recuperação lenta da economia, juros altos e desemprego, segundo a CNC. Ainda conforme a entidade, a última vez que isso ocorreu foi em julho do ano passado, período que a economia ainda se recuperava dos danos ocasionados pela paralisação dos caminhoneiros. 


Dentro do índice, é apurado também o chamado Momento para Duráveis, que registrou queda de -5,8%, junto com os subíndices Perspectiva de Consumo (-3,3%), Perspectiva Profissional (-1,7%) e Avaliação quanto ao Emprego Atual (-1,6). Estes subíndices foram os que mais influenciaram na queda do ICF.


A retração do índice em abril demonstra maior cautela das famílias perante o aumento dos preços, juros altos e endividamento. A incerteza em relação aos rumos da economia, principalmente das dificuldades de melhora no mercado de trabalho, influenciaram o desânimo das famílias.


Quanto às regiões, a retração do ICF foi influenciada, principalmente, pelas famílias residentes na Região Sudeste (-3,2%) e Nordeste (-1,7%), regiões populosas, bastante afetadas pelo desemprego.



 

Últimas

» Cautela volta à pauta das famílias e dos empresários 08 de Maio 2019, às 18h
» Indústria brasileira: o motor de arranque do País 22 de Abril 2019, às 17h
» Não há crise para o e-commerce 27 de Março 2019, às 00h
» As boas previsões para o Brasil continuam 22 de Fevereiro 2019, às 11h
» Bank of America Merril Lynch está otimista com o PIB brasileiro em 2019 14 de Janeiro 2019, às 15h
» As contribuições da reforma trabalhista para a economia 17 de Dezembro 2018, às 15h
» FMI reduz previsão de crescimento da economia global para 2018-2019 12 de Novembro 2018, às 12h
» Preço do leite na gangorra 10 de Outubro 2018, às 13h
» Um semestre de preços mais altos 21 de Agosto 2018, às 16h
» Devagar a gente chega 25 de Julho 2018, às 16h

Ver mais »